Nesse texto de 1931 que abre a fase tardia de sua obra, Heidegger discute uma vez mais com Immanuel Kant o ser do homem. Assim, surge a princípio o problema da razão finita e a crítica kantiano às pretensões dogmáticas de uma razão que pretende poder conhecer tudo, para além de todo e qualquer limite. A questão, para Heidegger, porém, está justamente no fato de não ser a razão apenas que se mostra como finita, mas antes também é mais radicalmente a própria existência humana. Pensar, com isso, aparece como um traço essencial do ente que morre. Essência da liberdade humana: introdução à filosofia são expressões que se requisitam aqui, porque a filosofia concretiza radicalmente a essência da liberdade do ente finito.

A Essência da Liberdade Humana

REF: 02
R$82.90Preço
  • Título: A essência da liberdade humana

    Subtítulo: introdução à filosofia
    Título Original: Das Wesen der Menschlichen Freiheit: Einleitung in die Philosophie
    ISBN: 9788564565067
    Lançamento: 2012
    Autor: Martin Heidegger
    Tradutor: Marco Antonio Casanova
    Edição: 1
    Número de Páginas: 348pg
    Peso: 430g
    Formato: 14x21
    Acabamento: Brochura
    Coleção: Biblioteca do Ocidente
    Gênero(s): Filosofia